RAINHA ESTER

                                                                                                                   

                                                                                                                                                                            UMA RAINHA CORAJOSA !


Lindos vestidos, sessões de beleza, aulas de etiqueta, manjares deliciosos, tudo que uma jovem podia sonhar.

A expectativa das meninas era grande, quem ganharia o concurso de beleza? Quem seria capaz de chegar ao coração do grande Assuero, rei da Pérsia?
Quando não foi chamada durante trinta dias, não sabia se o rei havia encontrado alguém que fosse mais do seu agrado ou se estava simplesmente perdendo sua influência sobre ele.
Judia órfã e sem lar, Ester havia sido criada por Mordecai, um parente mais velho. Quer tenha sido a pedido dele, quer forçada por oficiais perversos, quer por sua própria escolha, entrou para o concurso de beleza e venceu.

Então, as fontes de Mordecai informaram a Ester que o povo Judeu tinha uma data marcada para ser extinto malévolo Hamã,
que, por seu marketing pessoal, foi levado a vice-regente, o segundo no poder depois do rei Assuero.
Deparando-se com um desafio desesperador para sobreviver, Ester refletiu sobre a pergunta de Mordecai:
"Quem sabe se para conjuntura como esta é que foste elevada a rainha ?" ( Ester - 4:14 )

Há três princípios incorporados em seu conselho :

* 1- Nenhuma posição privilegiada jamais pode insentar uma pessoa da responsabilidade de responder ao chamado de Deus.
* 2- Apesar de a situação parecer perdida, Deus nunca se encontra de mãos atadas.
* 3- Uma oportunidade dada por Deus é um privilégio concedido a um indivíduo.

Corajosamente, Ester formulou seu plano, mesmo que significasse morrer tentando.
Na corte ela havia sido ensinada a preparar-se fisicamente, mas também havia aprendido a se preparar espiritualmente, como fica evidente pelo seu Jejum ( Ester- 4:16 ; 9:31 )

De acordo com a tradição do antigo Oriente Próximo, com paciência, a rainha convidou Assuero e Hamã para dois banquetes. Então, aproveitando o momento certo, ela apresentou seu caso, não quertionando a justiça ou retidão do rei, mas pedindo, humildemente, por misericórdia para si mesma e para seu povo.
Aparentemente, a orientação divina dirigiu os pensamentos, palavras e ações de Ester.

Ester não podia imaginar que a partir daquele dia sua vida mudaria para sempre, ela estava destinada ao trono.

Ninguém imaginou, mas a escolhida foi aquela menininha órfã, criada pelo primo e judia.

Ester era linda, temia a Deus, ela era forte, corajosa e determinada. É verdade que agora ela vivia no palácio com todas as mordomias, mas seu coração não estava nele.

Uma trama estava sendo preparada contra os judeus e Deus precisava entrar em ação, com quem poderia contar?

Ester com sua fé admirável e destemida, era o único elo entre o rei e o povo.
Seguindo a direção de Deus ela, salvou seu povo de uma morte segura, colocando sua própria vida em risco, quando quebrou o protocolo da corte, apresentando-se diante do rei sem ser chamada.
Sua frase mais celebre “se perecer, pereci”, fez desta mulher uma heroína.
Deus usou Ester para cumprir Seu plano de salvação, como rainha ela era a única pessoa que Deus podia usar para salvar o povo de Israel do extermínio.

E você, até que ponto esta disposta a chegar para realizar o plano de Deus?
Nem sempre as coisas são claras, muitas vezes não compreendemos as situações, porque acontecem certas coisas, mas Deus trabalha assim.
Se lamentar e fazer-se de vitima não vai ajudar em nada. Olha só o exemplo de Ester, perdeu os pais não tinha ninguém no mundo a não ser o primo que a criou, mas a fe dela no Deus de Israel fez a diferença.

Não pense mais no seu passado, na pouca sorte que teve, na falta de oportunidades, ou nas injustiças que já sofreu.
Não importa as circunstancias, o lugar, ou o que digam, olhe para a frente, use sua fe, pois quando Deus age, quem poderá impedir?
Não há força humana que tenha esse poder.

Ela havia conquistado o respeito e a atenção de seu marido real. Em resposta, ele a incumbiu de reescrever a lei ( Veja - Ester 9:29 ) e, com toda a razão, ela se tornou a heroína de seu povo.
O que aconteceu a Ester é uma lembrança a todas as mulheres da soberania de Deus. Para realizar a vontade do Senhor, ela usou sua beleza, sua inteligência e talvez até sua atitude de respeito para com seu marido, bem como sua fé admirável e destemida.
Por meio de sua obediência, Ester tornou-se uma verdadeira "ESTRELA" ( O significado de seu nome persa ) no reino.
Que nós mulheres possamos ser uma influência, instrumento valoroso, sábias, submissas para que através de nossas vidas Deus possa cumprir sua vontade !

Deus seja louvado em nossas vidas !!!

Um abraço !