MULHER CANANÉIA

                                                                                  HUMILDE E DE GRANDIOSA FÉ
               

Melhor é ser humilde de espírito com os mansos, do que repartir o despojo com os soberbos" (Provérbios 16:19).

"O galardão da humildade e o temor do Senhor são riquezas, honra e vida" (Provérbios 22:4).
Agradecemos ao Senhor por estes versículos cheios de sabedoria!

A mulher cananéia não era judia mas tinha qualidades em sua vida que agradavam a Deus.

Ela era humilde, uma boa mãe mas passava por tribulações que a faziam sofrer muito. Sua filha vivia possuída por um demônio que a atormentava muito. A filha sofria muito mas ela, certamente, sofria muito mais.
Quando nosso filho está passando por momentos de tribulação ... seja na saúde, nos estudos, no namoro, na vida espiritual ... nós estamos, juntamente com ele, sofrendo e pedindo a Deus que o ajude a superar estes momentos difíceis.

Esta pobre mulher cananéia não sabia mais o que fazer quando via a sua amada filha descabelada, com o rosto desfigurado, talvez com grunhidos estranhos e risadas. A cena era aterradora e o sofrimento de ambas era sem igual!

A Bíblia nos diz que ela "... ouvindo falar de Jesus, foi e lançou-se aos Seus pés" (Marcos 7:25). Já podemos notar aí os primeiros sinais de humildade, pois ela não veio fazer um pedido com um espírito altivo mas "lançou-se a Seus pés". Lembremos que ela não era uma mulher judia mas uma mulher "... grega, siro-fenícia de nação".
Podemos imaginar ela rogando a Jesus ... "Senhor, cura a minha filha, pois ela anda atormentada com um demônio! Tem misericórdia dela, Senhor!"

E Jesus lhe respondeu assim: "Deixa primeiro saciar os filhos; porque não convém tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos" (Marcos 7:27).
Muitas vezes, eu fico pensando: "Por que Jesus deu a esta pobre mulher uma resposta tão dura?"
Vejam este comentário que li certa vez sobre esta passagem ... "A resposta dEle parecerá menos rude quando se sabe que o termo que Jesus usa neste trecho para "cachorrinhos" não era aquele termo irônico que os judeus geralmente reservavam para os gentios. Pelo contrário, era o termo usado para cãezinhos de estimação"
Com um espírito de mansidão e humildade no coração, ela responde ao Senhor com palavras sábias e doces ... "Sim, Senhor; mas também os cachorrinhos comem, debaixo da mesa, as migalhas dos filhos" (Marcos 7:28).
Que resposta sábia! Que fé!

O Senhor Jesus foi, então, tocado pelo amor de uma mãe desesperada, pela sabedoria de uma mulher virtuosa e pela fé de uma mulher segundo o coração de Deus.