ANA PROFETIZA

                                                                           ANA

                                                                    A VIÚVA PROFETIZA

"... e não se afastava do templo, servindo a Deus em jejuns e orações, de noite e de dia" (Lucas 2:37).

Não sabemos muita coisa a respeito da profetisa Ana, mas sabemos que o Senhor quis que a conhecêssemos falando sobre ela em apenas três versículos. Ali, Ele colocou o necessário para vermos nela uma mulher de Deus, fiel e dedicada a Ele.
A Bíblia nos diz que ela viveu com seu marido, apenas sete anos. Não sabemos como ele faleceu mas podemos imaginar sofrimento de Ana, os dias tristes e sombrios que ela teve que enfrentar. Sendo uma serva de Deus, certamente, ela depositou no altar do Senhor todos estes sentimentos e pediu a Ele o Seu conforto.

Amada irmã, quando perdemos um ente querido só devemos fazer uma coisa: repousar nos braços amorosos do nosso Senhor, pois só Ele é quem pode acalmar o nosso coração. 
Na primeira carta aos Tessalonicenses 4:13 encontramos palavras que nos confortam, nos acalmam ... "Não quero porém, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança." O nosso Deus é um Deus amoroso que está sempre junto a Seus filhos, confortando-os e dando a Sua paz.

A Bíblia nos diz que Ana era uma profetisa da tribo de Aser. Agora, já quase com 84 anos, ela servia a Deus "em jejuns e orações, de noite e de dia" (Lucas 2:37b). Ela era já idosa mas era uma mulher que não cessava de orar, de jejuar, amava ao Senhor e O temia.

Veja, irmã,  "Ao longo da vida, a força física do homem declina, mas, por outro lado, a alma do homem se mantém em constante desenvolvimento. Os sofrimentos que enfraquecem o corpo do homem podem ser responsáveis pelo fortalecimento de sua alma. Do ponto de vista físico, a vida pode significar um declínio lento e inevitável que leva à morte; " Lei da natureza humana" .

Porém, do ponto de vista espiritual, viver significa subir a montanha que leva à presença de Deus. Nenhum homem deve temer o avanço da idade, porque ele o leva mais para perto, não da morte, mas de Deus."

"Pai, permita-me que eu me torne cada vez mais encantador(a) à medida que for envelhecendo".  Ôh... Glória!

Apesar de Ana ser uma mulher idosa, não se afastava do templo e estava sempre servindo a Deus. Quando vemos tamanha dedicação, e apego às coisas do Senhor, sentimo-nos mais fortalecidas e mais incentivadas a, nem de longe, pensar em aposentadoria.

O trabalho para o Senhor deve ser eterno, sem aposentadoria, até o dia em que o Senhor decidir nos levar para a nossa mansão celestial que Ele está preparando para mim e para todos aqueles que O aceitarem como Senhor e Salvador.

Não sejamos relaxadas com a obra do Senhor, sejamos amorosas e cuidadosas com o que Deus coloca em nossas mãos para cuidar-mos.